Buscar
  • SPM-SC

Missionários Scalabrinianos e a Pastoral do Migrante celebram canonização de fundador em Roma.

Atualizado: 13 de out.


O vice-coordenador e pároco da igreja Santa Teresinha do Menino Jesus, em Florianópolis, Vicent Nguyen Van Toan, esteve em Roma, no último domingo (09), onde participou da canonização de nosso fundador João Batista Scalabrini. O Bispo foi fundador da Congregação dos Missionários de São Carlos Borromeu, conhecidos atualmente como Congregação Scalabriniana. Os padres da igreja da Prainha, fazem parte desta congregação e estão à frente da Pastoral do Migrante em Santa Catarina.

Em sua homilia, o Papa Francisco recordou a vida de Scalabrini e aspectos importantes das questões migratórios hoje. “Precisamente por causa da migração forçada pelas perseguições, ele disse, a Igreja superou as fronteiras de Jerusalém e de Israel e tornou-se católica; graças às migrações de hoje, a Igreja será instrumento de paz e comunhão entre os povos.” Ele salientou, ainda, que "é criminoso não acolher o migrante" e devemos pensar naqueles que morrem tentando entrar em outros países. "Nós os recebemos como irmãos ou os exploramos?"



Dom João Batista ganhou projeção no seu ministério pelo trabalho desenvolvido com os migrantes. Entre os anos de 1850 e 1900, foram milhões de europeus que deixaram seus lares em busca de sobrevivência. Para eles, o bispo criou a Casa do Migrante. Essa iniciativa ganhou adesão no mundo inteiro. Em Florianópolis, a pastoral atua na Arquidiocese há mais de dez anos e além de acolher, realiza serviços de integração entre os migrantes e a cultura local. Hoje, a pastoral concentra suas atividades na igreja Matriz da Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus, onde são oferecidas missas em espanhol, cursos de português, aulas de violão (pausadas atualmente) e outras atividades. Além da Casa do Migrante, a missão visita e distribui cestas básicas a famílias de refugiados venezuelanos, senegaleses, haitianos e cubanos, que residem nas periferias da Ilha e do Continente e na região metropolitana da capital. Uma ação que só é possível com as doações. Para o Pe. Marcos Mário Bubniak, coordenador da pastoral, as ações realizadas são de grande importância para a realocação e socialização das famílias migrantes que chegam por meio da Pastoral.

Desde que começou as atividades, na capital, a Pastoral do Migrante já recebeu e auxiliou mais de 200 pessoas, de diferentes partes do mundo, principalmente Haiti, Venezuela e Senegal. O trabalho começou com a recepção e o acolhimento dessas pessoas que chegam em busca de uma vida nova. Na Casa do Migrante, recebem moradia provisória de três meses e assistência para poderem se instalar no país. Atualmente, os padres da Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus (padroeira das missões), estão envolvidos com a causa e prestando assistência direta aos migrantes. Eles mantem a casa de passagem com auxílio de projetos, que além da assistência inicial, encaminham as famílias para conseguir a documentação e a nova vida no país.

Por este motivo o dia nove de outubro de 2022, ficará marcado para sempre no coração dos missionários Scalabrinianos e de todos os voluntários e leigos, afinal, nosso fundador foi reconhecido Santo e sua canonização se mostra uma porta aberta para o reconhecimento mundial dos problemas migratórios que muitas vezes acabam por ser ignorados pelas autoridades e população em geral.

São João Batista Scalabrini, rogai por nós!


Confira a seguir algumas imagens desta Belíssima Celebração!



No link a seguir você pode conferir na íntegra a Missa de Canonização de João Batista Scalabrini:




0 comentário